sexta-feira, 29 de maio de 2015

Novo livro de Sabino Bassetti

Lampião - O cangaço e seus segredos


Através do e-mail sabinobassetti@hotmail.com vocês poderão estar adquirindo o mais recente trabalho de José Sabino Bassetti intitulado "Lampião - O Cangaço e seus Segredos".

O Livro, como o próprio título já diz, trará em suas páginas alguns segredos e informações, sobre o cangaço e seu representante maior, até então desconhecidas da grande maioria dos simpatizantes e estudiosos do assunto.

Um trabalho que foi desenvolvido através de pesquisas sérias e comprometidas com a verdadeira história, baseado em depoimentos e declarações de testemunhas oculares dos acontecimentos.

O Livro custa apenas R$ 40,00 (Quarenta reais) com frente já incluído, e será enviado devidamente autografado pelo autor, para qualquer lugar do país.

Não perca tempo e adquira já o seu.

Texto: Geraldo Junior

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Eventos


XI Encontro Nordestino de Xaxado



O ENCONTRO NORDESTINO DE XAXADO será realizado de 03 a 07 de junho de 2015, em Serra Talhada/PE, Terra de Lampião e Capital do Xaxado, fortalecendo nossa cultura e mantendo viva a história do homem sertanejo.

O ENCONTRO NORDESTINO DE XAXADO – em sua décima primeira edição – é um grande aporte na constituição da cidadania, a partir da cultura. Não podemos imaginar cidadania sem uma identidade cultural enraizada na história, na arte e na liberdade. Serra Talhada – o Brasil e Pernambuco – vem, a cada dia, experimentando uma verdadeira revolução cultural Esse evento caminha contribuindo com implementações propositivas para o fortalecimento desse intento, estimulando e transformando o cenário artístico, visando o resgate, a preservação e a valorização das nossas autênticas manifestações.

A Terra de Lampião abre as portas para receber grupos de cangaceiros de todo Nordeste, para fazer a poeira subir e o sertão estremecer, ao som do chiado da alpercata, vibrando na cadência do xaxado.

A execução deste projeto – ENCONTRO NORDESTINO DE XAXADO - no mesmo torrão em que veio ao mundo à figura mais importante do cangaço é de majestosa autenticidade e de uma dimensão grandiosa ao patrimônio cultural e histórico do povo brasileiro.
O ENCONTRO NORDESTINO DE XAXADO proporcionará apresentações de grupos, na:
  • Estação do Forró – Polo Principal.
  • Na Feira Livre – Área de Alimentação.
  • Museu do Cangaço;
  • Escolas da Rede Pública de Ensino: Colégio Estadual Methódyo de Godoy Lima, Colégio Estadual Antonio Timóteo e Colégio Municipal Cônego Tôrres.

Dentro da programação do ENCONTRO NORDESTINO DE XAXADO, haverá OFICINAS DE XAXADO para público de todas as idades, ministrada por dançarinos com larga experiência na dança, no aspecto histórico, teórico e prática.

Uma FEIRA DE ARTESANATOS DA REGIÃO comporá a programação do ENCONTRO NORDESTINO DE XAXADO, pois a riqueza cultural do Sertão está presente nas mais diversas manifestações artísticas. O artesanato representa a relação do Homem com sua história e tradição, quando de suas nascem as mais belas expressões, utilizando madeira, couro, pedras, tecidos e fibra de bananeira..

Durante o evento acontecerá também:
  • Apresentações musicais com grupos e cantores de forró pé-de-serra.
  • ENCONTRO DE PONTOS DE CULTURA DO SERTÃO, pautando “A Identidade Cultural do Sertão nas Diversas Linguagens Artísticas”.
O ENCONTRO NORDESTINO DE XAXADO é um evento realizado anualmente, desde 2002, que reúne Grupos de Xaxado de todo nordeste para se apresentarem na Terra de Lampião e Capital do Xaxado. Os grupos participantes serão CONVIDADOS seguindo os critérios de ORIGINALIDADE e AUTENTICIDADE da dança.

Pescado nos domínios dos  Cabras de Lampião

sábado, 9 de maio de 2015

O que vem por aí...

Livro “Pegadas de um sertanejo: Vida e memória de José Saturnino”, de Antônio Neto e José Alves Sobrinho.


Local: Sindifisco Pernambuco
Rua da Aurora, 1443 - Santo Amaro - Recife/PE.
Dia: 15/05/2015 às 20h
Venda direta com o coautor:
José Alves - Fone: (81) 9952 - 8116 TIM

Preço do Livro: R$ 40,00 + Frete

O dinheiro da venda do livro será usado na construção da Biblioteca Luiz de Cazuza, na Fazenda São Miguel em Serra Talhada – PE.

sexta-feira, 8 de maio de 2015

As pisadas de João de Sousa Lima

A morte de Antonio Ferreira


Dia 19 de abril de 2015, saí de Paulo Afonso na companhia dos amigos Josué Santana e Leide Soares, para nos encontrarmos com o casal de amigos Marcos de Carmelita e a professora Silvana, residentes na cidade de Floresta, Pernambuco, onde iríamos realizar uma visita técnica para registrar mais um dos pontos históricos que farão parte dos roteiros apresentados durante o evento Cariri Cangaço, encabeçado por seu curador, Manoel Severo. A pesquisa de campo teve como objetivo o mapeamento geográfico e histórico de um dos mais importantes fatos que marcam as histórias do cangaço na região pernambucana.

Um dos pontos mais visitados por Lampião e seus cangaceiros foi a fazenda Poço do Ferro, de propriedade do coronel Ângelo da Gia. A fazenda, na época do cangaço, pertencia a cidade de Floresta e hoje pertence a Ibimirim. A fazenda não teria tanta importância para os pesquisadores do cangaço se lá tivesse sido apenas mais um dos inúmeros coitos dos cangaceiros. Nessa fazenda o Rei do Cangaço perdeu seu irmão Antônio Ferreira. Dirigimo-nos para Poço do Ferro, sendo guiado por Marcos de Carmelita, porém sem conhecermos ninguém da localidade, assim como parentes que ainda residem por lá.

Quando avistamos a pequena placa com o nome da fazenda, paramos em uma cancela, abrimos e seguimos a estreita estrada. Mais a frente encontramos um casebre onde reside o senhor João David da Silva, sua esposa Maria das Graças e os filhos Joaquim e Graziela. O João David nos recepcionou, serviu água e nos levou ao lugar onde foi enterrado o Antônio Ferreira.


Formação de pedras e uma cruz marcam o local

Marcos de Carmelita, João de Sousa e Josué.

Uma pequena formação de pedras e uma cruz marca o local da sepultura. Marcos de Carmelita, João de Sousa Lima e Josué sendo recebidos pelos descendentes de Angelo da Gia.

Fizemos algumas fotos e fomos até a casa grande da fazenda, onde estavam  neta, bisnetos e tri-netos de Ângelo Gomes de Lima, o Ângelo da Gia. Na casa grande fomos recebidos por Washington Gomes de Lima, bisneto do coronel. Um fato interessante é que disseram que não seriamos bem recebidos pela família e confesso que de todos esses anos de pesquisas e entrevistas, nunca tive uma receptividade tão calorosa como a que recebemos da família.

Travamos um diálogo em uma festiva roda de conversas, tendo por depoentes a neta do coronel e matriarca da família, a senhora Eunice Gomes  Lima e suas filhas Ruth Gomes Lima Laranjeira e Maria do Socorro Gomes Lima Cordeiro e ainda, do tri-neto João Vítor Gomes Lima. As histórias foram muitas mais sempre voltávamos ao episódio principal: a morte de Antônio Ferreira e a perseguição sofrida pela família e imposta pelas volantes policiais.

Coronel Ângelo da Gia
Caravana Cariri Cangaço na Casa Grande da Fazenda
Uma das informações importantes nos forneceu Washington que contou que dois dias depois da morte de Antônio, uma volante chegou na fazenda Poço do ferro, descobriu o túmulo do cangaceiro morto, desenterrou-o e cortou a cabeça e colocou em uma estaca da porteira do curral do casarão do coronel. Quando a polícia saiu o coronel mandou enterrar a cabeça no antigo cemitério da família. Antônio Ferreira tem, portanto dois túmulos, sendo um para o corpo e outro pra cabeça.


Antonio Ferreira

Local onde foi morto Antonio Ferreira
 Fala-se que foi ai o juramento que Luiz Pedro fez dizendo que seguiria Lampião até sua morte. Se verdade ou não a promessa, eles morreram juntos na fria manhã do dia 28 de julho de 1938. Na fazenda Poço do Ferro ainda restam as velhas pedras escuras que circundam covas das pessoas de várias gerações da família e duas dessa simbolizam a passagem do cangaço em suas terras.
 
No final da conversa nos convidaram para um farto almoço regado a galinha cabidela, bode assado, arroz e feijão de corda. Porém o que mais me marcou nessa visita foram os sorrisos dos membros da família, que mesmo tendo sofrido os abusos e as injustiças de uma época tão marcada pela violência, não perderam suas essências de sertanejos valorosos e, sabem como poucos, receber calorosamente, aos que buscam os filetes de suas memórias históricas... Dona Eunice, Washington, Ruth, Maria Socorro e João Vítor, Deus proteja sempre vocês.
 
João de Sousa Lima, Historiador e escritor Membro da ALPA- Academia de Letras de Paulo AfonsoMembro da SBEC- Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço Conselheiro Cariri Cangaço
 
Matéria pescada no Sítio do Coroné Severo

Filme de Alceu estreia no Cine PE

"A luneta do tempo" faz parte da mostra especial do festival

Viver/Diario - Diario de Pernambuco
 

A 19º edição do Cine PE encerra na sexta-feira (8), no Cinema São Luiz, com exibição de A luneta do tempo, dirigido por Alceu Valença. Com falas rimadas, o filme faz referência à literatura de cordel. No elenco, os premiados atores pernambucanos Hermila Guedes e Irandhir Santos.
A exibição faz parte da programação especial do festival, que na abertura exibiu O exótico Hotel Marigold 2, do inglês John Madden.

Em agosto de 2014, A luneta do tempo conquistou os prêmios de Melhor trilha musical e Melhor direção de arte no Festival de Cinema de Gramado. Na trama, tragédia, sonho, humor e traição coexistem em um cangaço lúdico.

Serviço
Encerramento do Cine PE
Onde: Cinema São Luiz (Rua da Aurora, 175, Boa Vista)
Quando:  sexta-feira (8), a partir das 20h
Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia)